6 festivais de música que deixaram saudade

Planeta Terra, Vento, Bananada e Free Jazz são alguns festivais que acabaram ou fizeram uma pausa, mas deixaram saudade e vale relembrar.

Com o boom dos festivais, fica difícil dizer que não existem boas opções de festivais pelo Brasil nos últimos anos, mas tem uns que são tão inesquecíveis que sentimos saudade mesmo em meio a tantas opções que rolam hoje em dia. 

Vamos relembrar alguns festivais que fizeram sucesso no país por vários anos, mas acabaram ou fizeram uma pausa e só conseguimos pensar quão legal seria se eles ainda estivessem rolando. Bora?

Vento Festival

Letrux no palco do Vento Festival 2018. Foto: Flash It.

Em 2015, no litoral de São Paulo, rolou a primeira edição do Vento Festival. Começou em Ilhabela nas 2 primeiras edições, depois mudou de ares indo colocar São Sebastião em evidência, assim como fazia com os novos artistas da música brasileira. Foram 4 edições, sendo a última em 2018. 

O propósito do Vento era buscar transformações e isso era feito tanto no palco, quanto no local e nas atividades realizadas, com mesas de discussões, por exemplo. Além disso, o evento era gratuito!

Artistas que tocaram por lá e hoje bombam em diversos lines: Letrux, Liniker, Céu, Xênia França, Francisco el Hombre e muitos outros.

Planeta Terra Festival

Já pensou em um line up como esse? 

Esse foi o line da última edição do Planeta Terra Festival, em 2013. Nascido em 2007 e criado pelo Portal Terra, o festival já foi um dos maiores da América Latina e trouxe para o Brasil nomes como Gossip, Kings of Leon, The Strokes, Pearl Jam, Iggy Pop, Lily Allen, Pavement e Phoenix (além dos que estão no cartaz acima). 

O festival ainda passou pela Colômbia e Argentina em seu último ano.

Sónar São Paulo Festival

Sónar São Paulo Festival. Foto: Divulgação.

O Sónar foi criado em 1994 em Barcelona e é um Festival Internacional de Música Avançada e Conferência de Tecnologia e Criatividade. 

Ele desembarcou no Brasil pela primeira vez em 2004, voltando em 2012 e 2015. Além de focar na música internacional emergente, o Sónar também contava com exibições de filmes e conferências voltadas para a tecnologia e criatividade. Atualmente, o festival está rolando em Barcelona, Lisboa e Istambul. 

Free Jazz Festival

B.B. King no Free Jazz Festival 1994. Foto: Lourival Ribeiro/Acervo Dedoc.

Com dezesseis bem sucedidas edições, o Free Jazz Festival aconteceu de 1985 a 2001 tendo o jazz como sua base, mas também abraçando outros gêneros musicais tanto nacionais como internacionais. Nomes como Kenny G, Cássia Eller, James Brown, Stevie Wonder, Macy Gray, Tom Jobim e Hermeto Pascoal passaram pelo festival. 

Além de encontros icônicos como Toots Thielemans convidando Gilberto Gil, Chico Buarque, Edu Lobo, Oscar Castro-Neves, Ivan Lins e Eliane Dias.

TIM Festival

Arctic Monkeys no Tim Festival 2007. Foto: Reprodução.

Com o cancelamento do Free Jazz Festival, os brasileiros ficaram órfãos de um dos mais tradicionais eventos musicais do país. Dois anos depois, em 2003, surgiu o TIM Festival. Além do jazz, o festival recebeu a música alternativa, indie, rock, eletrônica e mais… 

Foram seis bem sucedidas edições que duraram até 2008. O festival chegou a passar por outras cidades além do Rio de Janeiro e São Paulo, como Belo Horizonte, Porto Alegre, Vitória e Curitiba.

Artistas renomados, como Kanye West, Björk, Arctic Monkeys, The Killers, Caetano Veloso, Sonny Rollings, Herbie Hancock, Beastie Boys, The Strokes e Los Hermanos, entre outros, estiveram no line do TIM Festival.

Festival Bananada

Festival Bananada 2017. Foto: Divulgação.

Em 1999, aconteceu a primeira edição do Festival Bananada em Goiânia. Fugindo do óbvio (o sertanejo de Goiás), o evento abraçou outros gêneros musicais – principalmente o rock – e se tornou um dos maiores festivais de música alternativa do país. 

Em suas últimas edições, o festival aconteceu durante uma semana inteirinha. Com showcases de selos independentes que rolavam por vários locais da cidade de segunda a quinta e no final de semana os shows se concentravam em um só local maior. 

O festival rolou até 2019 e, ao longo dos anos, recebeu nomes como Caetano Veloso, Pato Fu, Os Mutantes, Far From Alaska e Teto Preto. Além de sempre ter artistas regionais e receber também artistas internacionais.

Queremos saber: Qual festival você gostaria de trazer de volta?

Descubra também: Festivais que vão rolar em feriados de 2024

Compartilhe: